Amores avassaladores

Abandonada

Nos cabelos daquela mulata
um desejo escondido
em seus lábios ardentes
se perdeu João, iludido
chapéu de couro, boiadeiro
na poeira daquela estrada
se entregou por inteiro
na pele suave da negra flor
nos lábios, nas pernas
as delicias do amor

amores avassaladores
vem e vão, deixam dores
desbotam-se as cores
paixões, loucuras, amores

nos olhos do jovem rapaz
se apaixonou Maria
doce menina, pequena flor
de tanto amor, tudo faria
só as estrelas olharam
o céu aberto, se amaram
vento veio de madrugada
foi-se embora numa jangada
na beira do porto,
pétalas no chão, abandonada

amores avassaladores
vem e vão, deixam dores
desbotam-se as cores
paixões, loucuras, amores

Adriano Yamamoto (28/01/2013)

Anúncios

6 opiniões sobre “Amores avassaladores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s