Universo em confusão

coracao-no-varal
representar nunca foi o seu forte
abre logo ao meio, faz um corte
faísca no chão à fio de argumento
trovoada, inundação de sentimento

memória olfativa, audição eclética
seletiva, mas que se dane a estética!
samba, balança, batuca na mesa do bar
num piscar de olhos, desce do céu ao mar

clips, caderno, caneta, sapato, cd
coleção transbordando a casa, pode crer!
universo de idéias, manias e pessoas
instruídos, deselegantes, ateus e à toas

briga, diz que se sente abandonada
pede divorcio no meio da madrugada
pela manhã acorda calma e serena
alma grande, embalagem pequena

amor que salta do mais alto prédio
temperamento sem cura nem remédio
posa de Davi enfrentando o gigante
delicadeza de mulher, fina, elegante

Adriano Yamamoto – 22/05/2013

(Dedicado à minha esposa Luciane Yamamoto)

Anúncios

8 opiniões sobre “Universo em confusão

  1. Parabéns!!! Estou escrevendo abaixo do Poema que mais gostei…mas todos são lindos!
    A cada dia que te conheço melhor me encho de orgulho em te-lo como meu amigo e me sinto indigno diante de tamanho conteúdo que acompanha alguém de comportamento tão simples e sincero.
    Seus poemas descrevem sua personalidade…

    • Anilson, como nossa amizade nos permite a comunicação extra-blog, acabei me esquecendo de responder seu comentário. Olha, se existe alguém agraciado com uma amizade, esse alguém sou eu. Sou imensamente grato por ter você como meu amigo. Um grande abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s