Degradês

(Zumbi dos Palmares - Fonte: Wikimedia Foundations / Reprodução)

(Zumbi dos Palmares – Fonte: Wikimedia Foundations / Reprodução)

Esse canto, esse coro
De muito longe vem esse choro
Pérolas negras riscando o mar
Tambores, guias
Deuses a clamar

A escuridão da noite marcou o porto
O sol se refugiou cedo, quase morto
No toque do atabaque
Um golpe certeiro
Correntes nos pés
Navio negreiro

Sopro de vela
Mergulhos ao mar
Vento na vela
Navegar

Corpos sem alma
Fundo do mar
A noite revela
Ancorar

Nuances de melanina
Brancos tons
Meninos degradê
Ecléticos sons
Raízes de um país de origens mil
Sob o sol da Bahia, Brasil

(Adriano Yamamoto – 28/05/2013)

Anúncios

2 opiniões sobre “Degradês

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s