Mala Velha

mala-velha
trago na bagagem
um coração cheio de saudade
nessa longa viagem
sei, não tenho mais idade
mas papagaio no céu
corta a alma feito cerol
vento que levou meu chapéu
piaba que arrastou meu anzol

água da bica
leva folha e capim
alegria não se explica
mas quero, quero sim

trago da viagem
boneca de pano e pião
brincadeira de roda
gira, gira de pé no chão
roliman ladeira a baixo
mergulho de rio, de riacho

cor de cobra coral
canto de passarinho
pé de manga no quintal
raio de sol bem cedinho

Adriano Yamamoto – 29/04/2013

Anúncios

15 opiniões sobre “Mala Velha

  1. Brinquei em cada verso, sorri a cada passo, rodei, rodei, rodei… e sonhei…
    Lindos versos, Adriano!
    Há neles toda a sensibilidade e doçura da memória que nos acompanha a vida inteira.
    Parabéns!
    Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s