Flor do riacho

(J. Borges)

Flor do riacho
Água de rio vem banhar
Não tem bicho, nem tem macho
Que arranca ela de lá

Não conhece riqueza
Flor é simples de se vê
E só brilho, só beleza
Não tem laço de buquê

Raio de sol já judiou
Bicho homem veio olhar
Pé de passarinho só pisou
Flor só faz desabrochar

Riacho foi embora
Chuva não passou por lá
Sumiu sertão a fora
Desiludido a caminhar

Grilo, seca enfrentou
Dia e noite a cantar
Canto não adiantou
Flor no chão a definhar

Riozinho volta aqui!
Flor não pára de clamar
Não tem chuva pra cair
Não tem água pra molhar

Rio voltou correndo
Viu o vento a sussurrar
Flor tava morrendo
Não podia acreditar

Chorou arrependido
Fez promessa de ficar
Ouviu flor o pedido
Voltou a respirar

Água de rio
Pôs Deus nesse lugar
Sol que queima sem pavio
Manda chuva pra molhar

Adriano Yamamoto

 

Anúncios

3 opiniões sobre “Flor do riacho

      • Pois e. Cada ano nossa agua e racionada por causa da falta de chuva. Pior ainda nas regiões mais adidas. (perdoe a falta dos acentos. e porque estou usando o computador da minha mae e n estou conseguindo colocar. De vez em quando, o próprio computador corrige e coloca os acentos, mas nem sempre.).
        🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s