Umbigo

(Imagem: Expedição Quilombo Brejo dos Crioulos (MG) - Fonte: Flickr)

(Imagem: Expedição Quilombo Brejo dos Crioulos (MG) – Fonte: Flickr)

Quando uma nova vida inicia
Um costume lá do norte já dizia
Umbigo se enterra na cancela
Perto daquela cerca amarela
Na fazenda de nhô Joaquim
Pra trazer bonança sem fim

Crença de mulher rezadeira
Não se pode duvidar
Esperança da sorte derradeira
Desde novo ouvi falar

O povo lá do norte de minas
A toda mulher se ensina
Menino pra ser fazendeiro
Ter boiada no terreiro
Umbigo se enterra logo ali
No curral, depois do pé de pequi

Menino homem não tem medo
Deixa o dia clarear
Mão na enxada desde cedo
Até a vida melhorar

(Adriano Yamamoto – Data: 27/06/2013)
* Um costume dos mais antigos no norte de Minas Gerais diz para que um menino ser um grande fazendeiro na vida adulta ou para que uma menina se casar com um fazendeiro rico,
devia-se enterrar o umbigo no terreno de uma fazenda.

Anúncios

15 opiniões sobre “Umbigo

  1. Linda poesia Adriano e no que diz respeito da crença posso garantir que veio dos escravos bantu ( povos que Angola, Zaire, Congo, e etc…) A crença deles sobre o umbigo é algo tão natural que um dos fetiches mais vistos em seus Nkondi Nkisi a a´rea do umbigo ser usada para colocar os amuletos de pedido, sejam de proteção, defesa, fertilidade e etc… 😉
    http://www.zyama.com/yombe/C044yombe.htm

    • Olha aí que interessante! Não sabia a origem dessa crença. Faz muito sentido, pois as origens da minha cidade no norte de Minas é de comunidades quilombolas formadas a partir de escravos fugidos de fazendas do sul da Bahia. Vou pesquisar mais sobre os escravos Bantu, achei muito interessante. Muito obrigado por enriquecer o post com o seu comentário. Grande abraço!

  2. Que bela poesia! As superstições do povo do interior, quando não exageradas, são a magia, são o tempero do lugar. O desfecho retrata bem, enterra umbigo, mas, por bem de si, por garantia, trabalhe muito.
    Tenho meu umbigo enterrado na porta da casa da minha vó já falecida, lá no Ceará. Já tinha até me esquecido dessa história… diziam que é pra eu voltar sempre para o lugar onde nasci. Acho que não funcionou.
    Grande abraço Adriano!

    • Essa versão de enterrar o umbigo pra poder sempre voltar no lugar de origem eu não conhecia. Mais uma pra minha coleção! 🙂
      Pois é, essas crenças sempre funcionam, mas é bom se precaver… rs rs
      Acho que é bem como você disse, muitas vezes essas coisas é que dão as particularidades e tornam interessantes o universo de cada um.
      Agradeço sua leitura e disposição em dividir um pouco da sua ótica.

      • Linda poesia Adriano, essa crença sobre o lugar conheço de outra forma, minha mãe sempre falava sobre se enterrar o umbigo num lugar em que a gente gostava, como ela não gostava muito de Janaúba (ela sempre dizia que não queria ser enterrada lá, queria voltar para suas raízes). Nos aconselhava sempre a näo enterrar o umbigo de nossos filhos lá. Um abraço cunhado!

      • Que bacana! Acho que uma das pessoas que comentou aqui, disse que conhecia essa crença de uma forma parecida com essa que você disse. É muito interessante como de uma forma ou de outra essas crenças são universais. Aqui no comentário não apareceu o nome, mas como você me chamou de cunhado, imagino que seja Lany. 🙂 Grande abraço! Obrigado pela leitura e comentário.

  3. É interessante sim e nesse mundo de crenças, espiritualidades e religiosidades há um conceito bem formado por todas as crenças, sejam elas religiosas, espirituais na qual a simbologia é fator marcante para o entendimento ou para dar corpo ao “invisível” e transforma-lo em fé. Por esse motivo muitos acusam a fé de algo cego, quando a bem da verdade a fé é apenas um elo entre o real conhecimento e o entendimento do inexplicável. Umbigo em nosso entendimento é o elo entre a sustentabilidade da vida, para dai partir para sustentabilidade de outras formas de quereres foi um passo. Por esse motivo citei o caso dos fetiches africanos, mas sabemos existirem eles também entre nossos índios e povos andinos.
    Até a ciência espacial chama a corda que sustenta o astronauta solto no espaço em contato com a segurança da nave e suporte de alimentação de ar como “cordão umbilical”.
    Nosso mundo é cheio de magias que alguns dão crença e outros não, mas uma coisa é certa, e creio muito nisso quando estudei sobre o assunto, qualquer coisa que você pegue e use com manipulação de preparo, seja ele com evocações e ou invocações vai tornando-se uma egrégora e cria força sim, nem que seja para o seu crente.
    Interessante também acrescentar que hoje a ciência guarda em tubos de oxigênio líquido (LOx) também chamada de criogenia exatamente para se ocorrer algo com o doador daquele umbigo, dali mesmo pode ser feito diversos procedimentos como a criação de células troncos. 🙂

    • Nossa, gostei muito do comentário! As informações que você trouxe enriquecem muito o post e informa bem sobre o objeto da poesia. Também considero importante essas simbologias que cercam a fé e a torna mais “concreta”. Grande abraço e muitíssimo obrigado por dividir esse conhecimento.

  4. Nossas crenças…nossas vidas…muitas vezes vividas, muitas vezes supostas, sonhadas… nossas, apenas. belo texto.
    beijo ternurento

    (Estou deixando um link do seu blog no meu blogroll, ficará mais fácil de vir te visitar. Abraço e votos de inspirações)

    Clau Assi

  5. Oh, sou de Minas, mas nunca escutei sobre este costume no norte!
    Vou pesquisar mais sobre isso, é bem interessante, não?

    Ah, marquei você no meu blog para participar de uma Tag, para conhecê-lo melhor. Mas tuuuudo bem caso não queira participar, tá ok? 🙂
    Beijos, e parabéns pelo blog!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s